quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

ENEM 2016: RESULTADO COM AS NOTAS INDIVIDUAIS É LIBERADO

As notas com os resultados individuais do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2016 foram divulgadas nesta quarta-feira (18). Para ter acesso, o estudante precisa digitar CPF e senha no site http://enem.inep.gov.br/participante. O resultado também pode ser conferido pelo aplicativo oficial do Enem.
Logo após a divulgação, a página do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) apresentou instabilidade. No Twitter, usuários afirmavam que não conseguiam verificar as notas.

Por volta das 12h, a presidente do Inep, Maria Inês Fini, confirmou o problema durante entrevista coletiva de imprensa em Brasília. "A consulta está à disposição embora nosso site esteja sofrendo inúmeros ataques de pessoas que torcem contra a educação brasileira", disse Maria Inês Fini.

A presidente do Inep não deu detalhes de como ocorreram ou quem seriam os responsáveis pelos atos contra o site. "Estamos reagindo a esses ataques, tentando recuperar e colocar novamente no ar", afirmou Maria Inês.

Segundo o site “Is it down right now”, que acompanha a estabilidade de serviços conectados, a página enem.inpe.gov.br chegou a ficar fora do ar para todo mundo. O problema no acesso começou por volta das 11h30.

Dados e acesso
Os candidatos podem conferir as notas de cada uma das quatro provas – ciências humanas, ciências da natureza, linguagens e matemática – e da redação. Para fazer a consulta, o participante deve fazer login no site do Enem com dados pessoais e senha. Quem perdeu o código pode resgatá-lo no botão 'esqueci minha senha.'

Usos das notas do Enem
As notas do Enem podem ser usadas para disputar vagas no ensino superior público pelo Sistema de Seleção Unificado (Sisu), ou ainda para bolsas e financiamentos em universidades privadas.

As datas de inscrições para as edições do primeiro semestre de 2017 dos programas (Sisu, Prouni e Fies) foram divulgadas nesta quarta (veja abaixo).

SISU
Inscrições: 24 a 27 de janeiro

PROUNI
Inscrições: 30 de janeiro a 2 de fevereiro

FIES
Inscrições: 6 a 9 de fevereiro

O Programa Universidade para Todos (Prouni) oferece bolsas de estudo na rede privada, e leva em contaa partir do desempenho no Enem e da situação socioeconômica do candidato. Com a nota do Enem, também é possível participar do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

No Sisu 2017, estudantes que fizeram qualquer uma das três edições do Enem realizadas em 2016 poderão concorrer a uma das 238 mil vagas.

Candidatos com mais de 18 anos podem ainda usar o Enem para receber a certificação do ensino médio.

Mudanças no Enem 2017
Nesta quarta também foi aberta a consulta pública que vai reunir sugestões de mudanças no Enem. As contribuições podem ser enviadas em um formulário disponível no link http://www.inep.gov.br/. A consulta pública está aberta até 10 de fevereiro.

O MEC estuda maneiras de economizar na realização do próximo exame. Entre as decisões já tomadas está eliminar uma das funções do Enem: a certificação de conclusão do ensino médio.

A partir deste ano, pessoas maiores de 18 anos que não terminaram o ensino médio na idade regular deverão fazer o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja).
O Inep afirmou ao G1 que ainda não há informações sobre por quanto tempo a consulta ficará no ar, mas que uma portaria definindo as regras da consulta pública será divulgada nos próximos dias no "Diário Oficial da União".



A informação é do G1 -

domingo, 15 de janeiro de 2017

MAIORIA DOS MUNICÍPIOS NÃO PAGA O PISO SALARIAL AOS PROFESSORES, DIZ MEC

Um levantamento feito pelo Ministério da Educação mostra que a maior parte dos municípios brasileiros não paga o piso salarial aos professores da rede municipal. Entre os municípios de todos os estados, incluindo o Distrito Federal, que enviaram os dados, 2.533 declararam que pagam um salário aos professores de pelo menos o valor do piso nacional. Isso representa 45% do total de 5.570 municípios brasileiros.


De acordo com o MEC, os dados foram entregues pelos gestores municipais por vontade própria, e 
são baseados na declaração de cada governo municipal. O levantamento foi feito entre setembro e novembro de 2016.

Entre os estados, os seguintes estados declaram cumprir a lei do piso em novembro do ano passado: Acre, Alagoas, Amapá, Distrito Federal, Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rondônia, Roraima, Santa Catarina, Sergipe e Tocantins.

Amazonas, Ceará, Bahia, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Pará, Rio Grande do Sul e São Paulo não prestaram informações, segundo o MEC.

Reajuste
Na quinta-feira (12), o ministro da Educação, Mendonça Filho, anunciou um reajuste de 7,64% para o piso salarial do professor a partir de janeiro de 2017. Com o aumento, o salário-base passa dos atuais R$ 2.135,64 para R$ 2.298,80. O novo piso foi publicado no Diário Oficial da União desta sexta-feira (13).

Segundo a Confederação Nacional de Municípios (CNM), o impacto do reajuste anunciado para este ano será de R$ 5 bilhões aos cofres municipais. A entidade ressalta que, atualmente, os prefeitos comprometem, em média, 78,4% dos recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) apenas com salários dos professores.

O valor deve ser pago para docentes com formação de nível médio com atuação em escolas públicas com 40 horas de trabalho semanais. Segundo a pasta, o reajuste ficou 1,35% acima da inflação medida em 2016, que fechou o ano em 6,29%.

Em 2016, o aumento foi de 11,36%, o que significou um ganho salarial de 0,69% acima da inflação. O reajuste deste ano foi o menor desde 2009. O maior, de 22,22%, foi o de 2012.

Valor mínimo por aluno
Pela regra atual, a correção do piso reflete a variação ocorrida no valor anual mínimo por aluno definido nacionalmente pelo Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

De acordo com o presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), Roberto Franklin de Leão, 14 estados não cumprem o piso nacional da categoria estabelecido por lei.
Para contribuir com o cumprimento do piso, o governo federal repassa 10% do Fundeb para estados e municípios.

O ministro da Educação informou que, a partir deste ano, o pagamento será feito mensalmente. Antes, o governo tinha até abril do ano seguinte para fazer o repasse.

“Vamos pagar mês a mês aquilo que seria pago só até abril de 2018”, disse.

MEC não tem poder de fiscalização
Em nota, o MEC informou que sua missão é coordenar a política nacional de educação e não possui prerrogativa para fiscalizar o cumprimento de leis ou contratos estaduais ou municipais, especificamente sobre a lei do piso.

"Esse papel é próprio do Ministério Público Estadual, do Poder Legislativo local e dos Tribunais de Contas Estaduais. Não há uma penalidade específica para o não cumprimento da lei do piso. No entanto, pode haver diligências dos órgãos de controle resultando em um Termo de Ajuste de Conduta - TAC", diz o texto.




A informação é do G1 -

sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

Prédio da Compesa em Jataúba-PE passa por reforma e fica a interrogação, "Esperança na transposição ou maquiagem para privatização?"


Nos últimos dias um fato que vem chamando a atenção da população Jataubense é a reforma que está sendo feita no prédio da Compesa, sem funcionar a muito tempo o mesmo estava bastante deteriorado e segundo informações de populares vândalos estavam se utilizando do local para fazerem uso de drogas dentre outras coisas.


Há cerca de uma semana uma equipe inspecionada por funcionários da companhia Pernambucana vem fazendo uma reforma geral dando uma nova cara ao imóvel que fica localizado na rua Expedicionário Inácio Aleixo de Araujo em frente ao hospital local (Unidade Mista Ana Argemira Correia) no centro da cidade.


A reforma se dá no momento em que a Adutora do Pirangi está prestes a começar operar e iniciar o abastecimento d’água em Santa Cruz do Capibaribe, bem como as informações de que há um aceleramento nas obras da adutora do agreste o que gera uma grande interrogação na cabeça de muitas pessoas. 

Será que a reforma tem algo a ver com chegada da água da adutora? 

Uma vez segundo informações só precisaria fazer a tubulação de Santa Cruz do Capibaribe até o Distrito de Poço Fundo para que a água chegue à cidade de Jataúba.


Ou será apenas uma maquiagem? 

Já que informações dão conta de que o governo do estado de Pernambuco já manifestou a intenção de privatizar a estatal segundo matéria veiculada em desde novembro do ano passado, Clique (AQUI) e confira. 


Segundo informações obtidas pelo blog o processo já estaria em fase avançada de estudos e há uma grande possibilidade de assim como já aconteceu no passado com a Celpe em breve a Compesa uma das maiores estatais do estado de Pernambuco também poderá ser privatizada.

O fato é que a segunda opção parece ser a mais viável uma vez que se analisarmos de forma racional as obras de transposição para chegar até o município levaria anos e isso havendo uma grande influência política, no entanto esperar e tirar as conclusões, quem viver verá.



Jota Silva / Ruy Siqueira

"O senhor veio do nosso grupo bem sujinho" dispara Veinho contra Maviael em mais uma reunião na Câmara de Jataúba-PE


VEINHO (PMDB) – Veinho falou da felicidade de ver mais uma vez a galeria da câmara lotada e disse ter conhecimento de muitos que ouvem através da rádio Jataúba FM, disse ao vereador Zuza que o prefeito tem o dever de prestar os serviços ao povo, mas, que imprevistos podem acontecer ainda falando sobre a polêmica do transporte do TFD e disse:
 “Se fosse em época de eleição o senhor tinha alugado um carro pra levar o pessoal ao médico em troca de votos”, disparou veinho.

Após o vereador Maviael dizer que Veinho tava sendo um vereador coroca que balança a cabeça pra defender o prefeito e falar que o mesmo tinha um carro agregado a prefeitura o vereador voltou à tribuna Veinho deu um murro na tribuna e rebateu: 

“Eu não sou vereador coroca não, eu vim aqui pra defender o povo, agora o senhor defende seu partido e eu defendo o meu, e o senhor veio do nosso grupo e bem sujinho”, e concluiu dizendo que o seu carro é para carregar estudantes e não pode entrar em Recife transportando pacientes.




Informações do Blog Agreste no Ar

GOVERNO FEDERAL LIBERA R$ 4,7 MILHÕES PARA OBRAS RURAIS EM PERNAMBUCO

O governador Paulo Câmara e o secretário especial de Agricultura Familiar e Desenvolvimento Agrário do governo federal, José Ricardo Roseno, assinaram no Palácio do Campo das Princesas, nesta quarta-feira (11), um convênio no valor de R$ 47,7 milhões para ações de desenvolvimento rural no Estado de Pernambuco.


As obras serão executadas pelo IPA (Instituto Agronômico de Pernambuco) e pelo Iterpe (Instituto de Terras de Pernambuco (Iterpe), devendo beneficiar diretamente 700 mil famílias até o ano de 2018.

Dos R$ 47,7 milhões, R$ 37,7 milhões serão destinados a políticas de reordenamento agrário, ações que incluem a emissão de títulos, aquisição veículos e liberação de crédito.

Já outros R$ 10 milhões serão empregados pelo IPA em assistência técnica e extensão rural para famílias indígenas.

O ato marcou também o lançamento oficial da segunda etapa local do “Projeto Dom Helder Câmara” – ação do antigo Ministério do Desenvolvimento Agrário.

Do montante de R$ 37,7 milhões, cerca de R$ 7 milhões serão destinados à emissão de 3,2 mil títulos de imóveis rurais no Agreste Meridional e no Sertão do Pajeú.

Já outros R$ 30 milhões serão disponibilizados através do Programa Nacional do Crédito Fundiário em Pernambuco, sendo R$ 1 milhão destinado à estruturação do programa.

Além disso, R$ 700 mil serão empregados na aquisição de seis caminhonetes que vão fortalecer o trabalho de regularização fundiária.

Roseno afirmou em discurso o “Projeto Dom Hélder” foi concebido pelo governo federal para ajudar os moradores pobres da zona rural.

Com relação aos R$ 10 milhões destinados ao IPA para execução de ações em favor de famílias indígenas, R$ 6,2 milhões serão empregados em assistência técnica.

Com isso, disse ele, será possível ampliar o trabalho realizado pelo Governo do Estado nas tribos Fulni-ô, Xukuru de Cimbres e Xukuru do Ororubá em Águas Belas, Itaíba, Alagoinha, Pedra, Venturosa, Pesqueira e Poção.

Estavam na solenidade o secretário de Agricultura Nilton Mota, o presidente do IPA Gabriel Maciel, o presidente do Iterpe Paulo Lócio, o deputado federal Augusto Coutinho (SD), o deputado estadual Alberto Feitosa (SD) e alguns prefeitos do Pajeú, entre eles Adelmo Moura (Itapetim).




A informação é do Blog de Inaldo Sampaio -

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO ANUNCIA NOVO PISO DOS PROFESSORES

O ministro da Educação, Mendonça Filho, informou, há pouco, que o novo piso salarial dos professores terá um reajuste de 7,64% a partir de janeiro de 2017. Com o aumento, o salário-base passa dos atuais R$ 2.135,64 para R$ 2.298,80. O valor deve ser pago para docentes com formação de nível médio com atuação em escolas públicas com 40 horas de trabalho semanais. Segundo a pasta, o reajuste ficou 1,35% acima da inflação medida em 2016, que fechou o ano em 6,29%.


Em 2016, o aumento foi de 11,36%, o que significou um ganho salarial de 0,69% acima da inflação. 
Segundo o Ministério da Educação, a portaria com o novo piso salarial será publicada na edição desta sexta-feira do "Diário Oficial da União". Pela regra atual, a correção do piso reflete a variação ocorrida no valor anual mínimo por aluno definido nacionalmente pelo Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

De acordo com o presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), Roberto Franklin de Leão, 14 estados não cumprem o piso nacional da categoria estabelecido por lei. Para contribuir com o cumprimento do piso, o governo federal repassa 10% do Fundeb para estados e municípios.

O ministro da Educação informou que, a partir deste ano, o pagamento será feito mensalmente. Antes, o governo tinha até abril do ano seguinte para fazer o repasse.“Vamos pagar mês a mês aquilo que seria pago só até abril de 2018”, disse.
O ministro disse que há uma demanda de prefeitos e governadores para que seja alterada a lei que define o cálculo do reajuste. Ele ponderou, porém, que não há no momento uma discussão sobre o assunto no ministério. “O Brasil vive há algum tempo a recessão e a queda de receita de estados e municípios, mas nossa obrigação é cumprir a lei federal”, disse. “Vivemos um dilema. Limitações financeiras de estados e municípios de um lado e, de outro, a necessidade de que os professores sejam valorizados”, complementou.

Segundo a Confederação Nacional de Municípios (CNM), o impacto do reajuste anunciado para este ano será de R$ 5 bilhões aos cofres municipais. A entidade ressalta que, atualmente, os prefeitos comprometem, em média, 78,4% dos recursos do Fundeb apenas com salários dos professores.




A informação é do Blog do Magno Martins -

quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

ESSA FOI POR POUCO: Asteroide “não detectado” quase colide com a Terra


Um asteroide passou a quase 200 mil quilômetros de proximidade da Terra a 57.600 km/h (ou 16 km/segundo) no dia 10 de janeiro de 2017. Para a ciência, podemos considerar que quase fomos atingidos, já que essa distância é metade da existente entre a Terra e a Lua. Nomeado 2017 AG3, o asteroide tinha entre 15 e 34 metros, equivalente a um prédio de 10 andares. Caso atingisse alguma região do planeta Terra, causaria um grande dano, mas ainda assim, o asteroide só conseguiu ser detectado de forma tardia pela University of Arizona’s Catalina Sky Survey e, por isso, nenhum alerta foi dado.

As informações são do jornal britânico Daily Mail. Seu tamanho foi comparado ao do asteroide que caiu em Chelyabinsk, na Rússia, em 2013. Assim, caso ocorresse, já poderíamos ter uma noção dos possíveis efeitos da colisão entre o 2017 AG3 e a Terra – na ocasião, houve quase de 1,5 mil pessoas feridas. O fato é que saber os efeitos não é o mesmo que saber como preveni-los, preocupação de cientistas em todo o mundo, que foi confirmada após a Casa Branca produzir um documento oficial descrevendo seus possíveis planos de contingência, em caso de colisão iminente.

Eric Feldman, astrônomo do Slooh, que faz transmissões dos eventos do espaço na internet contou, durante uma transmissão ao vivo, que o asteroide estava se movendo muito rapidamente e próximo do nosso planeta. Além disso, ele atravessava a órbita de Vênus e da Terra com uma órbita especialmente elíptica.

Não faz muito tempo que presenciamos outra história semelhante envolvendo esse tipo de situação. No dia 21 de dezembro de 2016, quatro asteroides passaram por nós, sem nos oferecer riscos. O maior deles, 2006LH, tinha 260 metros de extensão e viajava a uma velocidade de 13 mil km por segundo. A diferença é que, nesse caso, o intervalo de tempo entre ele e outros três asteroides foi tão curto que fugiu da normalidade.



D.PE

Cardápio com lagosta custou R$73 mil aos cofres públicos


Em 27 de dezembro de 2016, mesmo dia em que reajustou em 26,3% os salários dos deputados, a Assembleia Legislativa do Estado de Alagoas (ALE) realizou pregão para garantir a contratação de bufê com cardápio que passa longe mesa dos alagoanos. A licitação garantiria lagosta, camarões, carnes nobres e iguarias requintadas aos deputados e seus convidados. A repercussão nacional do deboche em tempos de crise fez o Legislativo cancelar o processo, nesta quarta-feira (11). Mas só depois de um ano com o luxo à disposição.

Como se houvesse espaço para mais desdém além de dispor do sugestivo “robalo com bananas douradas” sempre à mesa, a Mesa Diretora comandada pelo deputado Luiz Dantas (PMDB) decidiu fingir simplicidade, ao suspender o pregão e mandar refazer o processo com novo cardápio, “sem ostentação e de forma singela, compatível com o que vem sendo praticado”. Mas a verdade é que o cardápio previsto é idêntico ao mesmo praticado durante o último ano, em contrato que consumiu mais de R$ 73 mil em 12 meses.
Em setembro de 2015, o Pregão para Registro de Preços nº 16 foi homologado com cardápio exatamente igual e com mesmo objeto de contratação. Com previsão para adquirir os itens de bufê até o limite de R$319 mil durante um ano, o contrato foi assinado entre a Assembleia e a empresa Buffet Garry Kasparov LTDA – EPP.
Durante o ano de vigência do contrato, de setembro de 2015 a agosto de 2016, foram gastos R$ 73.406 com o variado e requintado cardápio ofertado pela empresa licitada. Mais de um terço da despesa, R$ 26,5 mil foi paga somente no carnavalesco mês de fevereiro de 2016, quando não houve evento algum que justificasse tamanho gasto.
Conforme o nada confiável portal da transparência do Legislativo (que não expõe dados mensais da folha de servidores), os gastos com o bufê licitado ocorreu no seguinte cronograma:
Outubro/2015: R$ 5.250; dezembro/2015: R$ 8.400; fevereiro/2016: R$ 26.580; maio/2016: R$ 8.616; junho/2016: R$ 6.080; julho/2016: R$ 9.800; e agosto/2016: R$ 8.680.

DOZE VEZES MAIOR

O novo edital ampliaria a estimativa de demanda de participantes da boca livre de 1 mil pessoas para 12.200 pessoas a serem servidas, durante um ano. Se a ata crescesse à mesma proporção, o contrato poderia chegar ao limite de gasto de R$ 3,8 milhões em um ano.
E se mantida a proporção da despesa efetivamente feita no contrato anterior, a perspectiva de gasto saltaria para R$ 932 mil.
“Esse serviço não foi homologado e muito menos contratado. Daí a determinação de refazê-lo, excluindo da lista os itens considerados supérfluos e que jamais foram requisitados pela atual gestão, em eventuais solenidades públicas. A Casa nunca requisitou esses itens destacados pela imprensa nacional. Por isso, o contrato não prosperou e a adesão ocorrerá nos limites do que vem sendo praticado, de maneira austera”, explicou, por meio de sua assessoria, o deputado Isnaldo Bulhões (PMDB), primeiro secretário da Mesa Diretora.
Questionado pelo Diário do Poder sobre o fato de já ter sido gasto dinheiro público com o mesmo cardápio no ano anterior, o deputado leu e não respondeu à mensagem enviada pelo aplicativo WhatsApp.
O CARDÁPIO
Veja uma mostra do variado cardápio que serviu de opção nos eventos da Assembleia Legislativa de Alagoas:
- Salmão ou Robalo com cogumelo.
- Salmão ao molho de maracujá e alcaparras.
- Bacalhau a portuguesa
- Bacalhau a Gomes e Sá
- Lagosta ao molho de queijo
- Lagosta com purê de abóbora
- Filé de Robalo com espinafre/com bananas douradas no azeite e molho especial
- Comida japonesa
- Paella de frutos do mar com açafrão
- Coquetel de camarão com uvas
- Caldeirada
- Arroz de Polvo
- Pituzada
- Casquinha de Siri
- Filé mignon à soberana (grelhado, molho comcogumelo, batatas noisets e abacaxi caramelado)
- Medalhão ao molho de queijo camembert.
- Filé com champignon
- Filé mignon ao molho de funghi porcini.
- Carré
- Carneiro
- Cordeiro
- Picanha na chapa
- Comida Japonesa.
- Lombo com molho agridoce


Do Diário do Poder

Temer diz que governo está no 'caminho certo' no combate à inflação


O presidente da República, Michel Temer, comemorou o fato de a inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) ter ficado em 6,29% no ano passado, abaixo do teto da meta. Na avaliação dele, isso mostra que a política adotada pelo governo está no caminho certo e tem dado resultados positivos. 

"Hoje temos uma boa notícia sobre a inflação oficial", afirmou Temer, em discurso na abertura de uma reunião sobre infraestrutura. "Ninguém esperava, no fim do ano, que se chegasse abaixo da meta estabelecida."
Temer destacou ainda que as projeções para 2017 são de uma inflação mais baixa que a do ano passado. "A projeção para este ano é de uma redução ainda maior da inflação, para ficar, na verdade, no centro da meta. Penso que isso seja uma boa notícia que eu quero compartilhar com os colegas, amigos e ministros do setor de infraestrutura do governo", disse. "Temos cumprido tudo aquilo que temos projetado."
Obras

O presidente disse que o governo pretende retomar obras inacabadas, principalmente com pagamento remanescente em valores entre R$ 500 mil e R$ 10 milhões. "Mas vamos tratar de outras obras que ainda possam seguir adiante, além daquelas que já têm sequência natural", disse.


Informações Diário do Poder

FATO INUSITADO; Foragido pede para ser preso porque segundo ele a vida na rua “não estava fácil”


Um foragido da Justiça foi preso pela Polícia Militar (PM) nesta quarta-feira (11), em Curitiba, após se entregar no Hospital da PM, no bairro Jardim Botânico, por volta das 7h45. Segundo a polícia, ele chegou ao local e disse ter um mandado de prisão em aberto.

“Após consulta no sistema, verificamos que ele tinha um mandado de prisão em aberto pelo crime de roubo agravado”, conta o sargento Adolfo dos Santos. Segundo o sargento, o rapaz estava tranquilo. “Ele apenas disse que queria voltar para a prisão porque na rua a vida não estava fácil”, explica.

“Fiquei surpreso, pois nestes 33 anos de Polícia Militar nunca presenciei uma situação destas”, acrescenta.
Uma equipe do 20º BPM foi acionada e encaminhou o foragido para a Delegacia de Vigilância e Capturas (DVC) para as medidas necessárias.


Do Portal Uol Paraná